LUZES DO NORTE Exposição no MASP reúne obras do Renascimento alemão

O que há de mais representativo na arte da gravura e do desenho no mundo, LUZES DO NORTE é resultado da demanda do curador Teixeira Coelho ao curador Pascal Torres, responsável por Gravuras e Desenhos no museu do Louvre, de uma seleção que trouxesse ao Brasil as preciosidades do Renascimento alemão, uma das mais relevantes produções da arte europeia, nem sempre reverenciada em grandes mostras.

Movimento artístico e intelectual nos séculos XV e XVI, o Renascimento lançou bases ao desenvolvimento do comércio, crescimento de cidades, rompimento com a mentalidade de misticismo e com forte inclinação ao Humanismo. Suas características principais eram, sobretudo, a exaltação do individualismo e da personalidade humana e o apreço à arte comercializável, possível graças à invenção da prensa por Gutenberg. A Itália é considerada seu berço do, pois, além do patrocínio dos mecenas, era um país de forte crescimento econômico e efervescência cultural. Para lá migraram monges e estudiosos bizantinos e concentravam-se a maioria dos monumentos romanos e latinos, faculdades e pontos de encontros de rotas comerciais.

Foi este o cenário encontrado por Albrecht Dürer, artista alemão responsável por levar o Renascimento para o Norte da Europa.  Na Itália que ele iniciou seus estudos de proporção e perspectiva e passou a se entender como artista. Teixeira Coelho, curador do MASP, aponta que Dürer ??foi o maior nome da gravura em todos os tempos até a chegada de Rembrandt, e foi a gravura que firmou seu nome internacional ainda em sua própria época. […]Dürer, porém, não se limitou a levar a Renascença para o Norte (da Europa): de igual modo, trouxe o germanismo para o Sul, sobretudo com sua contribuição em favor da melhor reputação da gravura. Seu grande aporte, por arbitrário que seja destacar um dentre vários, foi a originalidade da invenção, algo que se poderá verificar nesta exposição, de modo central embora não exclusivo, nas peças Santo Eustáquio, A trindade e o popular Rinoceronte, três de suas muitas obras-primas?.
Via 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...